30 de set de 2009

Forças Incultas.

"São quase Nove e o silencio reina na casa. Lá fora, a chuva bate furiosa no hall de entrada.
E nenhum sinal de vida dentro da casa.

Não mais que derrepente, o nosso Herói (eu xD) se levanta afim de desligar o despertador como faz todas as manhãs ao ouvir a musica Hit That - The Offspring.
Nosso jovem e aventureiro homem volta pra cama, como todas as manhas(nao que isso venha ao caso. xD) e contempla o silencio.
E nenhum sinal de vida dentro da casa.

Naquele momento, o silêncio é interrompido por um baque continuo de 3 minutos, aproximados!
Então, o nosso jovem, bonito, grande e talentoso herói (só o Julio entenderá essa. xD) erge o seu corpo violentamente pra frente e, com uma impulsão do ar, se levantou e viu aquela espalhafatosa cena: Seus livros, antes escolares, agora pairavam pelo chao desfolheados e amassados sobrepostos um no outro. Sua estátua do velho guerreiro Jamaicano quebrada em três como a pintura de "tiradentes esquartejado" de Pedro Américo de Figueiredo E Melo e, por fim mas não menos importante, o livro de Nelson Rodrigues suspenso entr a cadeira e a escrivaninha.
É...e ninguem havia tocado naquela estante. Forças Ocultas ocupavam aquele recinto."

Você tambem não odeio quando fatos sem qualquer acontecimento importante são narrados desse jeito? Tudo em excesso é prejudicial e ha que ter um bom senso para analizar até quando se poder exceder esse limite.
O Ato de ser culto, nos dias de hoje, é achar e não abusar desse "meio termo".
Não seja alvo dessas "Forças Incultas."

Um comentário: